Alunos de escolas públicas aprendem técnicas de xilogravura e grafite

Trinta alunos de escolas públicas de Taperoá, no Cariri paraibano, foram selecionados para aprender técnicas de xilogravura e grafite, num projeto que envolve cidadania, cultura e lazer. A primeira etapa das oficinas começa nesta quarta-feira (12) e vai até a próxima sexta-feira (14), na Escola Municipal Coronel Pedro de Farias, onde será montado o ateliê de xilogravura.

Os estudantes têm 14 e 25 anos de idade. O projeto, do artista plástico Arnilson Montenegro Junior, se chama A Xilogravura do Cordel e o Grafite das ruas: pintando e gravando na cidade de Taperoá e é patrocinado pelo governo federal, Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Serão realizadas duas oficinas. Na primeira, que começa nesta quarta-feira, os participantes irão aprender a fazer xilogravura, técnica na qual se utiliza madeira como matriz para reproduzir a imagem gravada sobre papel. As aulas serão ministradas pelo próprio Arnilson. Na segunda, prevista para julho, os participantes aprenderão a fazer grafite (técnica de pintura em paredes) com os grafiteiros Jones (de Taperoá) e Esponja de (Campina Grande), além de artistas convidados.

Os alunos terão que aplicar as técnicas da xilogravura no grafite para criar cinco painéis que serão distribuídos pela cidade. Os trabalhos serão expostos na feira livre de Taperoá, juntamente com apresentações culturais. Essa será a quinta oficina de xilogravura realiza pelo artista plástico na cidade, mas será a primeira a unir a técnica milenar com o grafite de rua.

“Nosso intuito é integrar uma identidade cultural nordestina, representada pela xilogravura, à expressão artística da pintura de rua, que é o grafite. Por meio dessa proposta inédita pretendemos gerar o acesso aos bens culturais de forma direta, a jovens matriculados na rede pública de ensino, e indireta a comunidade em geral, que estará presente na intervenção cultural que realiaremos no final”, disse Arnilson.

 

Ascom

Paula Brito

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *