Anel Viário do Cariri é construído com água de cacimba

Em tempo de seca cruel que o Cariri vem passando, obriga a todo tipo de improvisação, nada surpreende no embate do homem com o flagelo da seca.

No rastro da maior seca dos últimos 50 anos, a região começa a escrever uma história diferente. O Anel Viário do Cariri está sendo construído com água retirada de uma cacimba que foi cavada no Rio que passa na cidade de São Sebastião do Umbuzeiro.

Foi o que restou para o desafio dado à Empresa ESSE Engenharia, que é responsável pelos trechos que liga Zabelê/São Sebastião do Umbuzeiro, São Sebastião do Umbuzeiro/São João do Tigre, São João do Tigre/Camalaú.

Devido ao prolongamento da estiagem, e o baixo nível do açude de Santo Antônio, que abastece São Sebastião do Umbuzeiro, resultou a recorrer a uma cacimba de grande profundidade. Em média estão sendo retirados doze carros pipas por dia, com a capacidade de vinte mil litros de água cada. Antes essa água era retirada do Açude de Santo Antônio.

“Já trabalhei em muitas obras na minha vida, mas nunca imaginei que dependeria de água de cacimba para construir uma estrada e uma barragem”, enfatizou um operário da empresa ESSE.

Com Didi Fagundes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *