Apenas 13,5% dos professores receberam reajuste e categoria ameaça parar

aplp-800x600.jpg

A Associação dos Professores de Licenciatura Plena (APLP) e o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da Paraíba (Sintep) estão insatisfeitos com o reajuste proporcional concedido pelo Governo do Estado e preparam mobilização no próximo mês para reivindicar o ganho real dos salários.

De acordo com a APLP, de um total de dez mil professores da Rede Estadual, apenas 1.350, de nível I, II e III, foram beneficiados com o reajuste proporcional ao Piso Nacional do Magistério. Já os magistrados de carreira não teriam recebido nenhum aumento.

O reajuste do Piso Nacional do Magistério deste ano foi de 13,01% para 40 horas semanais. Como a Paraíba utiliza a jornada de 30 horas semanais, o Governo do Estado não aplicou o reajuste na íntegra, apenas o proporcional de 4,98%. Com isso, o salário base de um professor do Ensino Médio passou de R$ 1.525,00 para R$ 1.601,00.

A Secretaria de Educação não retornou às ligações feitas pela reportagem.

Paraíba Informa / Ellyka Akemy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *