Após confusão em assembleia, professores do Estado encerram greve

GREVE1.jpg

O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da Paraíba (Sintep-PB) decidiu, durante assembleia na manhã desta quinta-feira (30), na sede do órgão em João Pessoa, encerrar a greve dos professores da rede estadual de ensino, iniciada no dia 31 de março.

Após a decisão, um tumulto foi iniciado por professores contrários ao fim da paralisação e a Polícia Militar foi acionada para contornar a situação.

Através da sua assessoria de imprensa, o Sintep disse que decisão é uma postura estatutária e não descartou futuras paralisações no decorrer do ano.

Na última sexta-feira (24), o Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) já havia decretado, através de decisão monocrática do desembargador João Alves, a ilegalidade do movimento grevista dos professores da rede estadual.

A categoria reivindicava um reajuste salarial de 13,01%, aplicação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) para os trabalhadores da educação, gratificação dos diretores escolares, eleições em toda as escolas do estado, piso na integralidade e redução da carga horária para 30 horas semanais.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação (SEE), alega que o reajuste salarial para a categoria, concedido em 2015, foi de 19,79%, superando, inclusive, o aumento nacional que foi de 13,01%.

com MaisPB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *