Após largar em 3º, Alonso vence na China; Massa é 6º

O espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, comemora vitória no GP da China (Mark Ralston/AFP)

“Foi uma corrida fantástica. Estamos muito otimistas”, disse Alonso

Após largar na terceira colocação, o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, venceu o GP da China neste domingo e conquistou assim o seu 31º triunfo na carreira. É agora o quarto piloto mais vitorioso da história da F-1, ao lado de Nigel Mansell.

“Foi uma corrida fantástica. Estamos muito otimistas”, disse Alonso após a corrida. O seu companheiro de equipe, o brasileiro Felipe Massa, que largou em quinto, terminou na sexta colocação.

O segundo lugar ficou com o finlandês Kimi Raikkonen, da Lotus, enquanto o inglês Lewis Hamilton, que fez a pole no treino classificatório de sábado, terminou a prova na terceira posição.

O atual tricampeão da F-1, o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, ficou em quarto, enquanto o seu companheiro, o australiano Mark Webber, não conseguiu terminar a corrida.

Com a vitória na China, Alonso pula para a terceira colocação no Mundial de pilotos, com 43 pontos. A liderança continua com Vettel, que tem 52 pontos. O segundo lugar é de Raikkonen, com 49 pontos.

A CORRIDA

A “corrida fantástica” de Alonso teve início logo na largada, quando pulou de terceiro para segundo. Massa aproveitou o embalo e passou para terceiro. Raikkonen caiu para quarto. A vice-liderança do espanhol, porém, era só uma questão de tempo.

Na quinta volta, Hamilton, já com problemas nos pneus, se curvou à Ferrari. Foi ultrapassado tanto por Alonso como por Massa. O inglês foi logo para os boxes. A parada do espanhol não lhe fez mal. Já Massa viu que a corrida não seria tão fantástica assim.

O brasileiro perdeu posições na sua parada no pit. Até Webber aproveitou para ultrapassa-lo. Mas o dia não era do australiano. Na sua primeira corrida após a polêmica com Vettel na Malásia, ele chegou a bater no francês Jean-Erica Vergne, da STR, e teve que ir para os boxes. Na volta, problemas com a roda traseira direita. Fim de prova para Webber.

Dia triste para o australiano, dia feliz para Alonso, que na 21ª volta retomou a ponta ao ultrapassar o inglês Jenson Button, da McLaren. Na volta 23, ambos foram para os boxes.

Com uma estratégia diferente dos demais, Vettel chegou à liderança, mas não podia competir com Alonso, Hamilton e Raikkonen. O espanhol reassumiu a liderança da corrida na 29ª volta. Depois de outra parada nos boxes, viu o atual tricampeão novamente na frente, mas era questão de tempo para recuperar o primeiro lugar pela quarta e definitiva vez.

Na pista, não teve dificuldades para ultrapassar Vettel e se consolidar na ponta. “Belo trabalho. Estou contente porque é um bom resultado”, disse o chefe da Ferrari, Stefano Domenicali após a corrida.

Vettel, por sua vez, não teve forças para sustentar o segundo lugar. Foi ultrapassado por Raikkonen e Hamilton. Já Massa teve que se contentar com o sexto lugar. O brasileiro terá a chance de se recuperar no próximo fim de semana, no GP do Bahrein.

Folha

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *