Após renúncia do presidente, atlético de cajazeiras já pensa em novas eleições

afc6abd55426eea6d978cde05cd6b21b.jpg

O presidente do Conselho Deliberativo do Atlético de Cajazeiras, Arlan Rodrigues, alegou que a renúncia do empresário Essuélio Moraes, que não é mais o presidente executivo do Trovão Azul, é um fato normal. “Não tem stress nenhum. O afastamento de Essuélio já era esperado”, disse.

Arlan Rodrigues prometeu convocar novas eleições, logo que se defina o nome do futuro presidente do clube, que poderá ocupar um ‘mandato tampão’. O presidente do Conselho Deliberativo atleticano assegurou ainda que o Atlético não perde com isso e espera que o próprio Essuélio Moraes faça parte do grupo de novos diretores.

Para justificar sua saída do Atlético, Essuélio alegou problemas pessoais, afirmando que pretende cuidar da família e de suas empresas. Ele oficializou a saída do Trovão Azul através de uma carta entregue ao Conselho Deliberativo, mais precisamente ao presidente Arlan Rodrigues.

Em tom de desabafo, o ex-dirigente afirmou que recebeu o clube com vários problemas, principalmente no setor financeiro e que fez questão de pagar todos os débitos, que vinham sendo acumulados por outras gestões. Mas, o ex-mandatário afirmou que seu afastamento é um fato natural, alegando que o clube precisa contar com ‘sangue novo’.

“Fiz o que pude pelo Atlético durante as duas gestões que presidi o clube”, afirmou. Essuélio garantiu que vai continuará ajudando o clube apenas como torcedor.

Paraíba Informa
Franco Ferreira / Foto: Rafael Passos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *