Árbitros do futebol paraibano pedirão reajuste das taxas à fpf

d9b0621f44f3730a77e49d3c5d7f0c68-e1477613293861.jpg

Já são duas temporadas sem que os árbitros da Paraíba tenham qualquer reajuste nas taxas que recebem pelo trabalho e por isso, os ‘profissionais do apito’ que atuam no futebol da Paraíba estão preparando uma lista de reivindicações, solicitando um aumento que comece a vigorar nos jogos do Campeonato Paraibano do próximo ano.

Segundo o presidente do sindicato que representa a categoria, Genildo Januário, a proposta de aumento será discutida em reunião marcada para hoje, às 17h, na sede da Caixa Beneficente, na Rua das Trincheiras, em João Pessoa.

“Os associados estão conscientes que teremos uma decisão importante, exatamente porque vai tratar das taxas de arbitragem do ano de 2017, contrato coletivo de prestação de serviço entre outros”, disse, acrescentando que o valor das taxas referentes à arbitragem do futebol da Paraíba está congelado desde que o atual presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, assumiu o cargo.

Atualmente, as taxas da Primeira Divisão são: árbitros CBF – R$ 750,00; assistentes – R$ 375,00; árbitros FPF – R$680,00; assistentes FPF – R$ 340,00; reservas R$ – 150,00.

A proposta do Sindicato, segundo Genildo Januário, para 2017, é: árbitros CBF – R$ 850,00; assistentes CBF – R$ 425,00; árbitros FPF – R$ 750,00; assistentes FPF – R$ 375,00. Os árbitros devem ter, além do contrato coletivo de trabalho, passagens com diárias para todo deslocamento. As diárias exigidas são de R$ 50,00, até 120km de distancia. Quando o percurso for superior a 120km, o valor da diária passa a ser de R$ 100,00.

O Sindicato ainda está reivindicando taxa para os árbitros que trabalharem nos jogos dos Campeonatos das categorias de base. Pela proposta, o trio para os jogos do Certame de Juniores deve ser de R$ 250,00. Enquanto que, em cada jogo do Juvenil a taxa do trio será de R$ 180,00. Já para a competição infantil a taxa exigida é de R$ 150,00.

Paraíba Informa
Com Franco Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *