Bancos reduzem dinheiro de caixas por medo de ataques

banco_brasil.jpg

A onda de ataques a terminais eletrônicos de bancos na Paraíba está levando as agências a reagirem de maneira mais radical: reduzindo a quantidade de dinheiro em seus caixas eletrônicos em cidades do interior. A constatação é do Sindicato dos Bancários da Paraíba que está movendo ações para barrar esse tipo de atitude. Só este ano, 130 ataques a instituições financeiras foram registradas no estado.

Segundo Marcos Henriques, presidente do sindicato, a redução do dinheiro nos terminais eletrônicos faz parte de uma série de medidas para desestimular os ataques às máquinas de autoatendimento, porém, as ações dos banqueiros estão prejudicando a sociedade.

“Os bancos estão se moldando às ações criminosas. Ao invés de investirem em segurança preferem fechar os terminais mais cedo e não abastecê-los. O Sindicato não concorda com essa atitude e está movendo ações para que isso não venha prejudicar os clientes. Várias ações de medidas de segurança foram sancionadas pelo governador Ricardo Coutinho, mas esperam por regulamentações pela Assembleia Legislativa há três anos”, lamentou o sindicalista.

Os problemas recorrentes com os terminais eletrônicos no horário da noite foram denunciados por leitores do Portal Correio. Conforme denúncia, os caixas do Banco do Brasil estão com o serviço de saques indisponível durante a noite.

O Banco do Brasil informou em nota que decidiu reduzir o horário de funcionamento das agências no interior da Paraíba para evitar os sequestros-relâmpago dos correntistas. A medida, diz o banco, é tomada de forma específica “de acordo com a realidade de cada praça em que atua”. O BB atribui a redução do horário devido a insegurança de algumas cidades.

com Portal Correio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *