Boletim: Dominguinhos apresenta discretos sinais de recuperação

Em novo boletim médico divulgado pelo Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, nesta segunda-feira (18), os médicos afirmam que o músico José Domingos de Moraes, o Domingunhos, teve melhora em seu quadro cardiológico, respiratório e renal.

As notícias são positivas também em relação ao quadro neurológico. Segundo o boletim, o músico apresenta um “estado minimamente consciente, demonstrando discretos sinais de recuperação”. No entanto, ainda não há previsão de alta.

Dominguinhos está internado em São Paulo desde 13 de janeiro, transferido do Hospital Santa Joana, em Recife, onde passava por tratamento desde o dia 17 de dezembro, do ano passado, após sofrer complicações decorrentes de um câncer de pulmão. Ele sofreu várias paradas cardíacas e foi hospitalizado com quadro de arritmia cardíaca e infecção respiratória.

Desde que Dominguinhos foi para São Paulo, Mauro Moraes deixou o Rio, a esposa e os quatro filhos, um dos quais tem o mesmo nome do avô e, como o músico, é torcedor do Botafogo. Foi acompanhar o tratamento do pai.

No último dia 12 de fevereiro, Dominguinhos completou 72 anos, dos quais 33 com residência em São Paulo. Ele nasceu em Garanhuns, em Pernambuco, e passou mal poucos dias após ter-se apresentado no show em homenagem a outro grande músico, o Rei do Baião, Luiz Gonzaga. A apresentação foi no dia 13 de dezembro, na cidade pernambucana de Exú.

A figura carismática com jeito simples e sempre com um sorriso no rosto, Dominguinhos tem uma carreira de 50 anos e coleciona prêmios, entre eles o Prêmio da Música Brasileira, conquistado em 2008; o Prêmio Shell de Música, em 2010 com as composições De Volta pro Aconchego, Gostoso Demais e Tenho Sede, sendo que as duas primeiras são resultado da parceria com o também pernambucano, Nando Cordel.

Com talento reconhecido internacionalmente, o músico foi vencedor também do Grammy Latino com o CD Chegando de Mansinho. Um de seus grandes sucessos Eu só quero um xodó, de 1973, teve 250 regravações em vários idiomas entre os quais inglês, holandês e italiano.

terra

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *