Campanha para a prefeitura de Soledade se encerra nesta quinta-feira

As duas coligações que estão na disputa pela Prefeitura de Soledade realizam nesta quinta-feira (29) os últimos eventos da campanha eleitoral, com a realização de comícios em locais previamente definidos pela Justiça Eleitoral. A decisão de antecipar o encerramento da campanha eleitoral para hoje foi da juíza da 23ª Zona Eleitoral de Soledade, Bárbara Bortoluzzi Emmeerich, como forma de garantir a ordem pública no município e evitar eventuais abusos nos dois últimos dias que antecedem o pleito, que ocorrerá no próximo domingo, das 8h às 17h.
Com a medida, após às 22h de hoje não será permitida a prática propaganda eleitoral no município e qualquer tipo de manifestação pública que remeta à disputa eleitoral, será considerada boca de urna e a prática de crime eleitoral.

Segundo a chefe do Cartório Eleitoral da 23ª Zona Eleitoral, Graziela Carvalho, a antecipação do encerramento da campanha eleitoral para esta quinta-feira, dois dias antes do pleito, é uma forma de disciplinar ainda mais o processo eleitoral na última semana que antecede o pleito e coibir o acirramento da disputa nos dois dias que antecedem a eleição.

De acordo com Gaziela, a realização da propaganda eleitoral das duas coligação serão em locais pré-definidos por meio de sorteio, de forma que a cidade foi divida em duas áreas, cada uma delas será destinada para determinada coligação realizar seus eventos, em especial os comícios, que serão promovidos das 19h às 22h.

Desde o dia 10 deste mês o policiamento em Soledade foi reforçado pela Polícia Militar, a fim de que seja mantida a ordem e a tranquilidade no município até o próximo dia 1º de setembro, data na qual serão escolhidos o novo prefeito e vice-prefeito do município.

O reforço do policiamento foi um pedido formulado pela da juíza Bárbara, por causa ao acirramento da disputa eleitoral e as manifestações populares que ocorreram na cidade no início do processo, bem como pela necessidade de providenciar reforço para garantir a segurança na eleição suplementar do município.

Inseminação de urnas

O processo de inseminação das urnas que serão utilizadas na eleição suplementar de Soledade também será realizado hoje. Segundo o secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional da Paraíba (TRE-PB), Leonardo Lívio, a equipe de técnicos da Justiça Eleitoral farão hoje a inseminação das 33 urnas eletrônicas que serão utilizadas no pleito de domingo. Vão funcionar 34 seções, sendo uma agregada, que serão instaladas em sete locais de votação, todos na zona urbana de Soledade, onde 10.508 eleitores estão aptos a votar. Os trabalhos vão ser acompanhados pela juíza Bárbara Bortoluzzi, o promotor Arlindo Almeida e representantes dos partidos políticos envolvidos no pleito. Leonardo Lívio informou, ainda, que estão aptos votar na eleição aqueles que constavam no cadastro nas eleições do ano passado, que foi cadastrado até 9 de maio de 2012. (AR)

Candidata pode ser substituída hoje

A disputa eleitoral pela prefeitura de Soledade pode sofrer alterações hoje com a substituição da candidata da coligação Unidos pela Vontade do Povo (PT, PP, PMDB, PR, PTC, PV e PEN), tida como da situação, Vânia Leal Barros (PMDB), que está com registro de candidatura indeferido pelo TRE-PB e com recurso junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A substituição da candidata pelo atual candidato a vice, Miranda Neto (PT), dependerá apenas da posição do TSE, como informou um dos coordenadores da coligação, Ivanilson Gouveia, cunhado de Vânia. Segundo ele, se o TSE se manifestar pelo deferido do registro de candidatura da peemedebista a chapa será mantida. Se não apreciar o caso ou julgar o recurso improcedente, a candidata será substituída automaticamente, e hoje à noite a população de Soledade conhecerá o novo candidato.

“Se o TSE não julgar até esta quinta-feira, hoje mesmo vamos protocolar a candidatura do vereador Miranda Neto a prefeito, pois ele tem a aprovação popular e representará o sentimento da grande maioria do povo de Soledade nesta eleição”, afirmou Ivanilson.

Com a substituição de Vânia por Miranda Neto, quem será registrado como candidato a vice-prefeito é o empresário Beto do Mercadinho (PMDB), que de acordo com o coordenador, também passou pelo crivo de uma pesquisa realizada pela coligação.

Já a chapa da oposição, formada pela coligação Soledade de Todos (PDT, PTN, PPS, DEM, PMN, PSB, PSDB, PSD, PCdoB e PT do B), está mantida, tendo o advogado Flávio Aureliano da Silva Neto, o Flavinho (PTN) e Carlos Alberto Garcia Falcão, o Beto de Manoca (PSB), como candidato a vice.

O registro de Vânia foi indeferido pelo TRE-PB na quinta-feira passada. A Corte decidiu, por unanimidade, manter o indeferimento dela por entender que havia inelegibilidade reflexa em razão do seu esposo, José Ivanildo Gouveia, ter sido eleito para o cargo de prefeito de Soledade, nos pleitos de 2004 e 2008.

No recurso interposto na sexta-feira para reverter a decisão da Corte Eleitoral paraibana, o advogado Edísio Souto apresentou uma preliminar de cerceamento de defesa. No mérito, de que a candidatura de Vânia não viola o artigo 14 da Constituição Federal. Além disso, está disposto a recorrer também ao STF, tendo como base o caso da prefeita de Pombal, Pollyana Dutra (PT), que se mantém no cargo mediante uma liminar obtida junto ao Supremo.

A defesa espera até hoje, comprovar em tempo hábil, que Vânia é elegível, que sua candidatura não representa um terceiro mandato pelo mesmo núcleo familiar, pelo fato de ter havido alternância de poder, pelo fato do município ter contado com outros prefeitos, após a gestão do marido dela e a disputa em questão é uma nova, não a de 2012, assim, o entendimento sobre a elegibilidade não pode ocorrer de forma restritiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *