Caririzeiro que foi candidato a deputado federal diz que representação política do cariri diminui a cada eleição e que isso terá consequências para a região.

evaldo-costa22012015.jpg

Evaldo Costa é um dos filhos ilustres do cariri paraibano, natural de Parari, saiu do seio de uma família muito humilde para ser um dos grandes jornalistas do brasil. Trabalhou ao lado do ex presidente Lula, de Leonel Brizola, Miguel Arraes e foi secretario estadual do ex governador de Pernambuco Eduardo Campos e participou de várias missões internacionais acompanhando importantes políticos do Brasil.

Recentemente decidiu entrar na política partidária concorrendo ao cargo de deputado federal. Tentou representar a região dele, o cariri da Paraíba.

O jornalista que tentou entrar para a vida publica depois de uma trajetória de vitórias na vida profissionais foi barrado pela vontade popular.

O povo caririzeiro derrotou o filho ilustre optando por votar em outras candidaturas.

A equipe de reportagem do Jornal do Meio Dia na Serra Branca FM, conversou com o jornalista Evaldo que abriu o coração e falou sobre a derrota sofrida na ultima eleição.

Ele disse que foi uma oportunidade que teve em tentar ajudar e que emprestou o nome para exercer um mandato qualificado. Mostrou-se satisfeito em ter obtido mais de 50% dos votos da terra natal Parari, mas lamentou ter perdido a oportunidade de representar a região.

Evaldo Costa relatou que vai prosseguir fazendo política com “P” maiúsculo e que o amor pelo cariri em nada diminui.

O ex candidato a deputado federal ainda mencionou que a representação política do cariri diminui a cada eleição e que isso terá consequências graves. Desejou que o povo do cariri paraibano arranje formas de conviver e melhorar a vida nesse cenário de baixa representação política escolhida pela própria sociedade.

A região do cariri também derrotou nas urnas o então candidato a deputado federal Álvaro Neto nas eleições de 2014.

 

Lázaro Farias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *