Concursos oferecem mais de 1.100 vagas e salários chegam a R$ 14 mil

A Polícia Federal (PF) divulgou na última quarta-feira, dia 17, que serão publicados até o dia 30 deste mês os editais de retificação do concurso para 600 vagas de escrivão, delegado e perito, para a inclusão da reserva de vagas para deficientes, conforme determinação do Supremo Tribunal Federal (STF). Já as provas objetivas e discursivas serão aplicadas no próximo mês de julho. O departamento informou também que as inscrições serão reabertas para todos os interessados em concorrer às vagas oferecidas e não apenas para os deficientes. O novo prazo ainda será informado.

A PF explicou que aqueles que já haviam feito a inscrição poderão optar por continuar no concurso ou solicitar a devolução da taxa, que foi de R$125 para escrivão e de R$150 para delegado e perito. Os que quiserem permanecer na disputa poderão alterar a opção de local de prova, de acordo com as possibilidades previstas no edital, e também mudar a inscrição para concorrer para as vagas reservadas a deficientes, desde que atendam as exigências previstas no edital retificado. O departamento lembrou ainda que o STF determinou que haja uma reserva de vagas para pessoas com deficiência nos cargos policiais, observando que esses candidatos serão submetidos a todos os testes, avaliações e exames em igualdade de condições com os demais concorrentes do concurso. A seleção foi suspensa pelo STF em julho do ano passado, em atenção a pedido do procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Os requisitos básicos do cargo de escrivão são o ensino superior completo em qualquer área e a carteira de habilitação, na categoria B ou superior. Para delegado, a escolaridade necessária passar a ser o bacharelado em Direito. No caso de perito, a formação superior necessária varia conforme a área pretendida (são 13). As remunerações iniciais são de R$7.887,33 para escrivão e de R$14.410,11 para delegado e perito.

Os valores já incluem o auxílio-alimentação, de R$373.Os editais de retificação do certame serão publicados até o próximo dia 30 de abril. Já as provas objetivas e discursivas serão aplicadas no mês de julho de 2013. Serão reabertas novas inscrições para todos os candidatos interessados em concorrer aos referidos cargos, sejam eles PNE ou não.

Os postulantes que já haviam feito a inscrição terão a opção de continuar participando do concurso ou solicitar a devolução do valor da taxa de inscrição. Além disso, eles poderão alterar o local de prova, de acordo com as opções do edital, e também mudar sua inscrição para concorrer como PNE, desde que atendam as exigências previstas no edital retificado. Uma vez mais a Polícia Federal reafirma seu compromisso com a legalidade, com o estrito cumprimento das ordens judiciais, e busca assim oferecer total igualdade de condições aos que pleiteiam integrar essa honrosa instituição”.

Nova seleção será autorizada

A autorização de um novo concurso para PF está cada vez mais próxima. Segundo fonte no Ministério do Planejamento, o processo referente a solicitação de 1.200 vagas de agente, escrivão e delegado foi validado pela Consultoria Jurídica da pasta e agora depende de um parecer favorável da Secretaria Executiva, para, em seguida, ser submetido à avaliação final da ministra Miriam Belchior, titular da pasta. A realização do concurso este ano já está pactuado com a Casa Civil da Presidência da República, como informou o Ministério da Justiça ainda em 2012. Os requisitos e a remuneração para agente são idênticos aos de escrivão.

INSS

Por meio de seu perfil no Twitter, o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, informou que as 500 vagas do concurso de analista do seguro social contemplarão áreas específicas – não havendo oportunidades para formados em qualquer graduação. “O edital trará todas essas informações. Será para formações específicas”, afirmou ao responder um dos seus seguidores. Todavia, o ministro Garibaldi não especificou quais cursos de nível superior serão exigidos. O INSS também não comentou a questão. O edital do concurso está previsto para ser divulgado em maio, com as inscrições sendo abertas no mesmo mês.

Os rendimentos da carreira são de R$6.813,25, sendo R$4.511,00 de Gratificação de Desempenho de Atividades do Seguro Social (GDASS), R$1.187,27 de Gratificação de Atividade Executiva (GAE), R$742,02 vencimento básico e R$373 de auxílio-alimentação. No momento, Departamento de Desenvolvimento de Carreira do INSS finaliza o processo de escolha da organizadora do concurso. A expectativa é de que, no mais tardar, no fim deste mês o anúncio seja feito pelo presidente do instituto, Lindolfo Sales.

As 500 deverão contemplar todo o país, mas o INSS ainda não informou a distribuição delas pelos estados. A lotação do concursados levará em conta as agências do Plano de Expansão da Rede de Atendimento do INSS, que estão sendo construídas em municípios com mais de 20 mil habitantes espalhadas pelo País.

ANS inscreve a partir desta terça-feira

Quem procura um emprego com estabilidade na área federal deve ficar atento: a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) irá abrir as inscrições do concurso para preenchimento inicial de 81 vagas, além de formação de cadastro de reserva, em cargos dos níveis médio e superior, a partir das 10h da próxima terça-feira, dia 23. Para assegurar a sua participação na seleção, será preciso acessar a página do Cespe/UnB, organizador da seleção, até 13 de maio, preencher a ficha de cadastro e imprimir o boleto relativo à taxa de inscrição.

Os valores são de R$80 para técnico administrativo, R$85 para técnico em regulação, R$95 para analista administrativo e R$100 para especialista em regulação. O boleto poderá ser quitado em qualquer agência bancária, bem como nas casas lotéricas e nos Correios, até 29 de maio. Poderão solicitar isenção da taxa os inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e que forem membros de família de baixa renda. Os pedidos deverão ser feitos no site do organizador, a partir das 10h do dia 23 e até 13 de maio.

Para o nível médio, há 21 vagas de técnico administrativo (15 no Rio) e três de técnico em regulação. Para quem é graduado em qualquer área, a oferta é de 31 vagas de analista administrativo (29 no Rio) e 26 de especialista em regulação (23 no Rio). A remuneração inicial do técnico administrativo é de R$5.133,18 e para técnico em regulação, de R$5.357,98. Já para analista administrativo, o valor é de R$9.636,20 e para especialista em regulação, de R$10.392,20. Para todos os cargos, as remunerações incluem o auxílio-alimentação, de R$373. A carga de trabalho de 40 horas semanais.

Com portalcorreio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *