Copa deve gerar oportunidade de empregos na Paraíba; setores como gastronomia, turismo e hotelaria são os mais cotados

A realização da Copa do Mundo 2014 no Brasil representa oportunidades de emprego principalmente em setores ligados ao turismo, como hotelaria e gastronomia. Em todo o país, segundo um estudo do Unibanco, a Copa do Mundo deve gerar cerca de 250 mil empregos. Apesar de João Pessoa não ser sede, mas estar entre duas cidades-sede – Recife e Natal – também há a perspectiva de aumento na procura por profissionais. Na capital devem ser criados 1 mil postos de empregos diretos e 4 mil indiretos.

A previsão de empregabilidade foi dada pelo presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado da Paraíba (ABIH-PB), Inácio Júnior. Segundo ele, as oportunidades vão surgir em todos os setores ligados ao turismo. “A proximidade de João Pessoa com duas sedes da Copa do Mundo vai proporcionar um crescimento espetacular na oferta de empregos”, afirmou. Até a realização da Copa, serão criados mais de mil leitos no setor hoteleiro do Estado.

A dica de Inácio Júnior é que os interessados busquem desde já cursos de qualificação para que a disputa pelo emprego fique mais fácil. Para quem já está empregado, a orientação é que seja feita a reciclagem, o que pode garantir a permanência na empresa. “Muitos cursos nessa área são gratuitos, portanto, basta o interesse do funcionário”, afirmou. Aprender outra língua, principalmente o inglês, é outra recomendação da ABIH-PB.

O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes da Paraíba (Abrasel-PB), Marcos Mozzini, também traz boas notícias para quem estar em busca de um emprego. “Com toda certeza teremos um incremento de mão de obra no setor para este grande evento. Já hoje temos uma grande dificuldade relacionada à falta de mão de obra qualificada”, declarou.

Segundo Mozzini, oportunidades não faltam e só tendem a crescer. “É importante, no entanto, que os profissionais busquem capacitação”, orientou.

De acordo com Mozzini, as exigências mínimas para conseguir uma colocação no mercado de trabalho dessa área são as seguintes: ter aptidão/afinidade com o setor e buscar uma formação básica, no Senac, por exemplo, com o qual a Abrasel-PB tem uma parceria que facilita o aproveitamento desse pessoal em seus estabelecimentos associados. A expectativa é que o setor registre um incremento de 10% a 20% (novos estabelecimentos), o que representa algo em torno de 500 a mil empregos.

 

Com Jornal da Paraíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *