Deputado denuncia secretário de saúde de Serra Branca por “trabalhar” 124 horas semanais

O secretário de saúde do município de Serra Branca, Marcelo Jackson, foi denunciado a diversos órgãos de investigação federal pelo deputado federal Luiz Couto (PT). Segundo a denúncia do parlamentar petista, o médico vem fraudando a saúde pública brasileira e merece uma apuração detalhada com a devida responsabilização.

Na documentação entregue para análise, o médico-secretário teria seis vínculos com administrações públicas, entre as quais a de médico pediatra, médico clínico e médico da UBSF em Serra Branca; além de acumular duas funções no município de São João do Cariri; e ainda exerce a medicina na cidade de Caraúbas.

Para o parlamentar, a ilegalidade estaria evidente pelo acúmulo indevido dos cargos, todavia, “não resta dúvidas que existe uma fraude, pois, esse médico estaria trabalhando 18 diárias, de domingo a domingo, o que humanamente é impossível, e faz com que a população fique prejudicada com ausência de atendimento nessas localidades”, destacou Couto.

Junto com a denúncia, que além do Tribunal de Contas da União (TCU) e Ministério Público Federal (MPF), foi enviada para Controladoria Geral da União (CGU), Tribunal de Contas do Estado (TCE), Procurador de Justiça da Paraíba e a ouvidoria do Ministério da Saúde, foi anexado um abaixo-assinado da população de Serra Branca reclamando da falta de médicos em diversas comunidades que também foi enviada para Câmara Municipal da cidade.

Para Couto, “boa parte do dinheiro destinado à saúde pública brasileira não se transforma em benefícios para população por situações como essa, nesse sentido, estarei enviando cópia da denúncia para que a Câmara de Vereadores de Serra Branca e demais cidades, para que também tomem as medidas cabíveis”.

Com Ascom

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *