Governo de Bolsonaro congela entrada de novos beneficiários no Bolsa Família nas cidades mais carentes do país

bolsa-familia-vai-acabar-o-fim-do-beneficio_452101.jpg

O governo do presidente Jair Bolsonaro congelou o programa de Bolsa Família nas regiões mais carentes do Brasil. Uma a cada três cidades mais carentes do país não teve novos auxílios liberados nos últimos cinco meses segundo dados oficiais divulgados.

O levantamento foi feito pela Folha de São Paulo com base nos dados do IBGE e do Governo Federal. Foi avaliado 200 municípios com as menores rendas per capita do país, todos foi identificado um recuo na cobertura e um ritmo de atendimentos a novas famílias muito menor que em períodos anteriores.

Com o congelamento em todo país por Bolsonaro, a fila de espera que havia sido zerada em 2017 voltou, e já são mais de 1 milhão de famílias aguardando uma resposta do Ministério da Cidadania para ingressarem no programa de proteção social e distribuição de renda aos mais pobres.

Reconhecido internacionalmente, o programa atende famílias com filhos de 0 a 17 anos e que vivem em situação de extrema pobreza, com renda per capita de até 89 reais mensais, e pobreza, com renda entre 89,01 e 178 reais por mês. O benefício médio é de 191 reais. Sob o regime de Bolsonaro o Bolsa Família enfrenta, o período mais longo de baixo índicede entrada de novos beneficiários na história do programa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *