Justiça autoriza uso de Canabidiol por pessoas com epilepsia grave

canabiol.jpg

O juiz da 3ª Vara Federal do Rio Grande do Norte, Dr. Adrian Soares Amorim de Freitas, acatou, em caráter de urgência, pedido de pessoa com epilepsia e retardo mental grave, determinando que os órgãos públicos disponibilizem em favor do autor o medicamento Purodiol, que é feito à base de Canabidiol (CBD).

Antes da decisão, as famílias lutavam para importar o medicamento que, mesmo com o aval da Anvisa, tinham uma série de etapas que impossibilitavam o acesso.

O caso representa uma decisão importante para portadores de epilepsia que necessitam de autorização judicial para utilização da medicação e apresenta uma tendência mundial em favor do uso do CBD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *