Municípios fazem ‘Dia D’ contra a demora nas obras da transposição

Inconformados com o atraso nas obras da transposição das águas do Rio São Francisco, que pretende solucionar a falta de água em 54 municípios da Paraíba, a população de várias cidades do Sertão e Cariri do Estado, apoiados por organizações comunitárias e pela Igreja, vai promover na manhã de hoje o ‘Dia D’ de protestos contra a demora na conclusão dos serviços. A intenção é cobrar celeridade no andamento dos trabalhos nos eixos Norte e Leste, que passam pela Paraíba.

De acordo com o padre Djacy Brasileiro, pároco da cidade de Pedra Lavrada, um dos municípios onde os cidadãos protestarão contra os atrasos nas obras, a intenção é mostrar para as autoridades que o povo continua esperando pelo andamento dos serviços, já que com os prejuízos trazidos pela última estiagem, a situação de milhares de famílias piorou bastante.

“Entramos em contato com várias cidades não só da região do Vale do Piancó, como também do Sertão e Cariri paraibanos, e vamos realizar uma passeata a partir das 10h. A concentração será em frente às paróquias das cidades, e nosso propósito é relembrar a necessidade da conclusão dessa obra para milhares de pessoas. Continuaremos cobrando das autoridades, porque os agricultores não irão suportar uma outra seca como esta última que ainda estamos enfrentando”, disse o padre.

A preocupação de padre Djacy reflete-se no resultado de um relatório organizado pela Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), divulgado no mês de novembro do ano passado.

Segundo o texto, dos dez lotes que compõe o eixo norte, quatro estavam paralisados, e apenas um havia sido concluído. Já o eixo sul, dos seis lotes que recebem as obras da transposição, dois estavam parados. Segundo acrescentou o padre Djacy Brasileiro, essas localidades estagnadas são justamente as que prejudicam o povo paraibano.

 

Com Jornal da Paraíba

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *