NOVE PRESOS APROVADOS NO SISU: Apenados destacam superação para vencer

rodrigo.jpg

As grades não foram suficientes para deter o potencial de nove presos paraibanos, que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015 e conseguiram aprovação no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), garantindo vaga nas universidades públicas do Estado. Entre os cursos nos quais conseguiram classificação estão Engenharia Civil, Medicina Veterinária, Ciências Contábeis e Letras. Em João Pessoa, um dos apenados conseguiu a primeira colocação entre as cotas oferecidas pela Universidade Federal da Paraíba.

Um dos aprovados foi Rodrigo Antônio de Medeiros, que foi aprovado para o curso de Letras, na UFPB, em João Pessoa, com a primeira colocação entre as cotas da instituição. “Eu sempre acreditei que era possível conseguir o que queria na vida. Sempre consegui aquilo que busquei, inclusive o mal que procurei pra mim mesmo. Consegui. Mas agora quero conseguir construir uma vida digna, uma formação superior e não vou parar no curso de Letras. Meu sonho é me formar em Direito e vou em busca disso”, afirmou. Rodrigo cumpre pena de 31 anos pelo crime de roubo.

Rodrigo disse que se preparou para o Enem dentro do programa de educação que funciona no presídio Geraldo Beltrão, no bairro de Mangabeira, na Capital, onde cumpre pena. “Temos aulas regulares do ensino fundamental e médio. Já há um grupo considerável de internos investindo no sonho da universidade”, disse o diretor do presídio, João Rosas.

O preso Adames Jones Campelo foi aprovado para o curso de Pedagogia, também na UFPB. “Assim como as pessoas me viram cair, quero mostrar para todos que sou capaz de me levantar. Sei que tenho uma longa escada para subir, até dizer que venci na vida e este foi apenas o primeiro degrau. Vou me formar e subir os milhares de degraus que estiverem à minha frente”, disse empolgado o detento, ao receber a confirmação de sua aprovação para a faculdade.

Remissão de pena através da leitura (Destaque)

A partir do próximo mês, os presos do Geraldo Beltrão terão direito a remissão de pena através da leitura de livros. Caba apenado terá direito a uma obra por mês, tendo que apresentar um resumo do livro, por escrito, ao final da leitura. A resenha será avaliada por uma junta de educadores e o preso terá que conseguir uma nota superior a 7, para ter direito à remissão. Se a aprovação for confirmada pela Vara das Execuções Penais, o interno terá direito a quatro dias de redução, podendo alcançar 48 dias de remissão ao longo de um ano. Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária, o projeto deverá ser estendido para outros presídio do Estado, a médio prazo.

Info

Onde teve preso aprovado

– Presídio Hitler Cantalice – Jpa – 1 aprovado no curso de Letras

– Presídio Geraldo Beltrão – 3 aprovados para os cursos de Pedagogia, Produção Sucroalcooleira  e Letras

– Presídio Monte Santo – 1aprovado para o curso de Administração

– Presídio de Sousa – 1 aprovado para o curso de Agroecologia

– Presídio de Patos – 3 aprovados para os cursos de Medicina Veterinária, Engenharia Civil e Ciências Contábeis

Info 2

Notas obtidas pelos presidiários

MÉDIA GERAL

1º  686,6 (presídio padrão de Campina Grande)

2º  675,5 (presídio de Patos)

3º  638,5 (presídio de Patos)

4º  637,6 (presídio Monte Santo, CG)

5º  630,3  (presídio Serrotão, CG)

NOTA DA REDAÇÃO

1º  880 (presídio padrão de Campina Grande)

2º  840 (presídio Monte Santo, CG)

3º  800 (Colônia Penal de Sousa)

4º  780 (presídio Geraldo Beltrão-Jpa e presídio de Patos)

5º  760 (presídio Geraldo Beltrão-Jpa,  presídio de Patos e presídio Monte Santo-CG)

Paraíba Informa / Ainoã Geminiano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *