OMS: não há evidência de transmissão de gripe aviária entre humanos

contaminados08042013.jpg

Autoridades sanitárias chinesas e da OMS participam de entrevista coletiva conjunta em Pequim Foto: Reuters

Número de contaminados já são 21 com seis mortes

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou nesta segunda-feira que não há evidência de transmissão entre humanos da nova gripe aviária encontrada na China. O anúncio ocorre no mesmo dia em que o número de pessoas contaminadas pela gripe H7N9 subiu para 21, com seis mortes.

A OMS declarou, em uma entrevista coletiva que contou com a participação do ministro da Saúde chinês em Pequim, que a origem do surto ainda não foi determinada. As informações são da CNN.

“Os relatórios recentes da China são os primeiros casos de contaminação humana do vírus H7N9. Apesar de ainda não sabermos a origem da infecção, neste momento não há evidência de transmissão sustentada humano a humano”, afirmou o representante da OMS na China, Michael O’Leary.

As autoridades chinesas sacrificaram mais de 20 mil aves em um mercado de animais vivos em Xangai em um esforço para lidar com o problema, enquanto diversas outras cidades pelo país também anunciaram suspensão no comércio.

Ao todo, 621 pessoas que tiveram contato próximo com os 21 contaminados estão sendo monitoradas, sem demonstrar por enquanto sintomas de infecção, segundo o diretor do departamento de prevenção e controle do H7N9, Liang Wannian.

O surto da gripe aviária gerou preocupação global, e alguns jornais e usuários da internet chineses questionaram por que o governo demorou tanto para anunciar novos casos, especialmente porque duas das vítimas adoeceram em fevereiro. O governo diz que levou tempo até identificar corretamente o vírus.

Terra com informações da Reuters

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *