Paraíba tem 14 açudes secos; Cariri tem 7 açudes secos e 12 com menos de 10%

açudes.jpg

A situação do abastecimento de água está se agravando na Paraíba. Sem chuvas e a necessidade de um consumo constante, os mananciais estão baixando cada dia mais os níveis. Atualmente 14 açudes já estão completamente secos e outros 44 estão com menos de 10% da capacidade, fazendo com que a água restante seja imprópria para o consumo humano. Os dados são da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa).

O último açude a ficar 0% da capacidade foi o Everaldo Gonçalves (Milhã), em Puxinanã, no Agreste paraibano. No município cerca de 15 mil pessoas estão sendo abastecidas com carros pipa e fazem o que pode para armazenar água. Semanalmente os carros pipas recarregam caixas de água coletiva nos bairros e cada família tem direito a levar apenas 180 litros por dia. A situação em Puxinanã vem assim desde 2012 quando o município decretou estado de calamidade pública.

A situação é ainda mais preocupante na zona rural do município, onde os caminhões têm dificuldades em passar pelo local e muitas vezes a água que chega tem um aspecto esverdeado. “A zona rural não tem água de jeito nenhum e vive exclusivamente de carros pipa. A água que vem é de açudes em Boqueirão e Areia, mas não tem boa qualidade. Apesar disso, os moradores ainda agradecem por isso”, disse o secretário de agricultura Noaldo Barbosa.

Além dos açudes completamente secos, há uma preocupação com aqueles que estão com o nível de água muito baixo. Segundo especialista em recursos hídricos, Isnaldo Cândido, quando o nível de um açude fica abaixo de 10%, a água se torna imprópria. “Em mais de 20 anos de trabalho eu nunca vi tantos açudes secos ou em situação de alerta. A situação é grave, alguns desses reservatórios que tem menos de 10% do volume, por exemplo, já podem ser considerados secos, pois essa água está imprópria para o consumo. Além disso, nós precisamos manter a vida aquática.”, afirma o especialista

De acordo com a Companhia de Água e Esgoto do Estado da Paraíba (Cagepa), dos 223 municípios paraibanos, 23 estão em situação de colapso no abastecimento de água. O açude em melhor condição para abastecimento no estado é o da cidade de Araçagi que está com 95,8% com 60,5 milhões de metros cúbicos de água.

14 açudes zerados
Algodão de Jandaíra – Algodão
São João do Rio do Peixe – Chupadouro I
Barra de São Miguel – Bichinho
Monteiro – Pocinhos
Monteiro – Serrote
Ouro Velho – Ouro Velho
Prata – Prata II

Puxinanã – Milhã (Evaldo Gonçalves)
Riacho de Santo Antônio – Riacho de Santo Antônio
Picuí -Caraibeiras
São José do Sabugi – São José IV
Desterro – Jeremias
Olivedos – Olivedos
Taperoá – Taperoá II (Manoel Marcionilo)

44 açudes com menos de 10%
Bananeiras – Jandaia
Barra de Santa Rosa – Curimataú
Barra de Santa Rosa -Poleiros
Patos – Farinha
Teixeira – Bastiana
Teixeira -Riacho das Moças
Teixeira – Sabonete
Teixeira – São Francisco II
Cuité – Boqueirão do Cais
Areia -Vaca Brava
Areial -Covão
Borborema – Canafístula II
Montadas – Emídio
Serra Redonda – Chupadouro II
São Sebastião de Lagoa de Roça -Manguape
Cajazeiras -Lagoa do Arroz
Triunfo – Gamela
Coremas – Canal da Redenção (Vazão l/s)
Princesa Isabel – Jatobá II
Tavares – Novo II
Caraúbas – Campos
Congo – Cordeiro
Monteiro – Poções
Prata – São Paulo

Cajazeiras – Engenheiro Ávidos
Sousa – São Gonçalo
São José da Lagoa Tapada – Jenipapeiro
Belém do Brejo do Cruz – Tapera
Condado – Engenheiro Arcoverde
Jericó – Carneiro
Riacho dos Cavalos – Riacho dos Cavalos
Picuí – Várzea Grande
Santa Luzia – Santa Luzia
Seridó – Felismina Queiroz
São Mamede – São Mamede
Várzea – Várzea
Gurjão – Gurjão
Juazeirinho – Mucutu
Livramento – Livramento (Russos)
Serra Branca – Serra Branca I
Serra Branca – Serra Branca II
Soledade – Soledade
São João do Cariri – Namorado
Taperoá – Lagoa do Meio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *