PDT abre mão de lançar candidato próprio e adere a projeto de reeleição de Ricardo Coutinho

O Presidente estadual do PDT na Paraíba, o deputado federal Damião Feliciano, revelou que o partido optou por apoiar o projeto de reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB), abrindo mão de concorrer ao Governo do Estado.

A decisão, segundo Feliciano, é consequência da falta de quadros com força para disputar um cargo majoritário nas próximas eleições pelo partido.

“A decisão não é uma orientação nacional, mas uma linha de raciocínio já pré-definida pelo partido. Temos uma aliança já formada com o governador Ricardo Coutinho e não temos qualquer pretensão de lançar candidatura própria”, explicou o deputado.

Ele acredita que a melhor opção para o PDT é seguir ao lado do PSB nas próximas eleições. “Entendemos que Ricardo Coutinho é o melhor para a Paraíba neste momento”, explicou.

Desafios internos
Entre as maiores dificuldades apresentadas pelo partido está o número de filiados que estão abrindo mão da legenda, especialmente em João Pessoa. O mais destacado deles é o vereador, campeão de votos na Capital, Raoni Mendes, um dos grandes nomes da legenda.

Raoni já informou que migrará do PDT para outra legenda que está sendo criada no Brasil. Ele tem negociado com o Movimento Democrático, partido que surge da união entre PMN e PPS, mas ainda não há nada de certo.

Nova abdicação
Em 2012 o partido já havia aberto mão de concorrer à eleição majoritária em João Pessoa. O pré-candidato na época era o então vereador Geraldo Amorim, que não concorreu a uma nova vaga na Câmara quando o partido decidiu que ele não iria concorrer à Prefeitura.

Com Paraíba Já

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *