Polícia prende no Cariri parte da quadrilha responsável pela explosão ao Bradesco de Cuité

apreensao_cuite-1024x576.jpg

A Polícia Militar prendeu cinco suspeitos da quadrilha que explodiu, na madrugada desta quinta-feira (11), a agência do Bradesco da cidade de Cuité, no Curimataú da Paraíba. Os acusados foram surpreendidos na fuga por policiais do Grupamento Especializado de Operações em Área de Caatinga (GEOsAC) – tropa criada pelo comando da PM para combater as quadrilhas de ações contra bancos no Estado.

José Ednaldo da Silva, de 32 anos; Francisco de Assis Silva Casado, 32; Abravanel Bruno Alves da Silva, 19 anos;  Lucas da Silva Machado, de 21 anos; e Edson Ferreira da Silva, 39, foram presos na cidade de Barra de Santa Rosa, no Cariri Oriental da Paraíba. Após a prisão dos cinco, equipes das Polícias Militar e Civil, com apoio do helicóptero Acauã, realizaram buscas em toda zona rural dos municípios da região.

Com os suspeitos, foram apreendidos quatro carros, um deles do Rio Grande do Norte, e uma moto, bem como duas armas de grosso calibre, explosivos, munições, capas de colete balístico, bala clava, roupas camufladas, grampos e ferramentas usadas na ação contra o banco.

Os presos são da Paraíba, mas a quadrilha tem ramificação no Estado do Rio Grande do Norte, conforme informações preliminares.

Os cinco serão levados para a Delegacia de Polícia Civil, em Cuité.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *