PRF flagra mais de mil carros acima da velocidade

prfflagra.jpg

Em apenas três dias de operação, a Polícia Rodoviária Federal flagrou operação 1.116 veículos com excesso de velocidade. Em um dos comandos de fiscalização com uso do radar, foi observado que a cada 17 segundos um veículo foi flagrado cometendo a infração de trafegar com excesso de velocidade nas rodovias federais que cortam o estado da Paraíba.

Por conta disto, a PRF alerta os condutores e usuários das rodovias sobre quais cuidados devem ser observados no retorno do feriadão. Para evitar acidentes, os motoristas precisam ficar ainda mais atentos: os acidentes mais graves costumam acontecer após algum descuido ou alguma atitude imprudente.

A PRF afirma que o condutor não imagina é o grande perigo que a velocidade traz durante um deslocamento: quanto maior a velocidade, maior o tempo e a distância necessária para parar um veículo, portanto, maior o risco de ocorrer uma colisão. Além disso alguns condutores não entendem que controlar a velocidade de um veículo é uma tarefa complexa e difícil, pois velocidades altas (isto é, dirigir acima do limite permitido) e inadequada (dirigir rápido demais para as condições do momento) envolve condutor, veículo, via, trânsito. Todos esses fatores agregados são os principais contribuintes tanto para o número quanto a gravidade dos acidentes de trânsito.

Orientação

Além dos limites de velocidades que devem ser respeitados e normas gerais de trânsito, como uso do cinto de segurança e respeito à sinalização, a recomendação é de que os motoristas tenham paciência e muita cautela, devido ao tráfego de veículos. “Para garantir mais segurança no retorno ao lar e não terem surpresas desagradáveis ao final do feriadão, é recomendável viajar durante o dia após a verificação das condições de alguns itens do veículo, como calibragem dos pneus, inclusive do estepe; nível de óleo; acionamento dos faróis, setas e lanternas, macaco, chave de roda, triângulo de sinalização”, enfatizou Eduardo Guimarães, chefe da Seção de Policiamento e Fiscalização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *