Projeto inovador beneficia famílias da zona rural de São João do Cariri com água potável

As famílias da comunidade Uruçu, em São João do Cariri, não tinham acesso à água potável. Sobreviviam do que era coletado por meio de cisternas ou do abastecimento por carros-pipa. Um projeto inovador de baixo custo aproveita os rejeitos de água retirada de poços, considerada salobra e imprópria para o consumo, para realizar o cultivo de algas, alface, tomate e criação de peixe.

Segundo a gerência de execução de obras da Secretaria de Infraestrutura estadual, o projeto faz parte de uma série de ações em combate a seca financiadas pelo Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza do Estado da Paraíba (Funcep-PB) com verba orçada em R$ 1,8 milhão e já está em funcionamento em várias cidades do estado.

A comunidade dispõe ainda de cinco mil litros de água subterrânea dessalinizada por mês. Os produtos finais destas atividades na comunidade Uruçu podem ser consumidos pelos moradores e ainda geram renda com a comercialização. A iniciativa foi desenvolvida através de pesquisa do laboratório de Engenharia Química da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

Após ter acesso, pela primeira vez, à água potável com a instalação de um dessalinizador, a comunidade se dedica à hidroponia – sistema de cultivo dentro de estufas no qual o solo é substituído por uma solução de água com nutrientes – numa produção que atinge mensalmente seis mil pés de alface e cerca de 230 kg de tomate. As famílias têm ainda outra alternativa de renda com a comercialização de tilápias, cuja produção atual chega a cinco mil peixes, e de spirulina, uma microalga de uso farmacêutico e em suplementos alimentares.

Além do sistema de abastecimento simples, as soluções mais recentes para o combate à estiagem na Paraíba, de acordo com a Secretaria de Infraestrutura do estado, foram a recuperação de 133 poços artesianos desde outubro do ano passado, somados a outros 353 que ainda passarão por reformas na Paraíba. Atualmente 170 municípios estão sendo atendidos com abastecimento de carros-pipa por decreto de situação emergencial.
Com G1 PB

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *