Seis são presos por adulteração e venda ilegal de gasolina e etanol em Cabedelo

A Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Civil no final da manhã desta quarta-feira (15), efetuaram seis prisões, em flagrante, de pessoas que estavam envolvidas com adulteração e furto de combustível em caminhões tanques em frente a um terminal de distribuição de combustível na cidade de Cabedelo, Região Metropolitana de João Pessoa.

A Operação denominada de “Sangria III” ocorreu em decorrência de várias denúncias feita a Polícia Rodoviária Federal, por moradores, vizinhos a uma distribuidora de combustível. Eles relataram o intenso comércio de gasolina e etanol que eram furtados e adulterados pelos motoristas de carretas tanques.
As carretas saiam carregadas e supostamente lacradas da distribuidora e antes de chegar ao seu destino, (o abastecimento nos postos de combustíveis), o produto era retirado dos tanques e repassado aos receptadores para o comércio clandestino.

A maior preocupação dos moradores era quanto aos riscos em detrimento da prática irregular, tendo em vista inclusive, que os acusados derramavam aleatoriamente o combustível que sobrava dos recipientes e que, qualquer que fosse a centelha, poderia causar um enorme incêndio, explosão, ou até mesmo uma tragédia afetando toda população de Cabedelo.
Durante uma semana a PRF fez o monitoramento dos movimentos das carretas área do terminal e, todo material gravado foi passado à polícia judiciária, no caso a Polícia Civil da 7ª Delegacia Distrital de Cabedelo, para onde a ocorrência foi encaminhada.

Além da detenção dos seis envolvidos, três motoristas e três receptadores, também foram apreendidos, diversas “bombonas” com 300 litros de gasolina e álcool já comercializados, e as três carretas tanques carregadas com mais de 27 mil litros de combustível.

Os acusados irão responder pelos crimes de furto, receptação, adulteração de combustível e formação de quadrilha. Esta é a terceira operação conjunta da PRF que foi realizada com êxito, na repressão e combate ao crime de adulteração e venda ilegal de combustível que por coincidência, na mesma localidade. As duas últimas Operações, Sangria I e Sangria II, respectivamente, aconteceram nos anos de 2010 e 2011.

com PC

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *