TAPEROÁ: De volta à secretaria de saúde, Jurandir Junior, diz que buscará soluções para sanar os problemas da área.

jurandirju.jpg

Após um tempo afastado da secretaria de Saúde, Jurandir Junior foi reempossado recentemente e falou com nossa equipe de reportagem, sobre as medidas que serão tomadas a partir de agora.

Amigo Gomes, eu me sinto honrado em poder contribuir novamente com a administração municipal, sobretudo nesta que considero umas das secretarias mais complexas e cheia de demandas como é a saúde. Venho substituir o amigo Marcos Dantas, que por sinal, fez um excelente trabalho à frente da secretaria, porém de um jurista como ele não se pode abrir mão, tanto é, que ele sai da Secretaria de Saúde, para assessorar nas demandas jurídicas do município”, disse o secretário Jurandir Junior.

“Com a crise que se abateu em nosso país no ano passado, a saúde em nosso município teve uma perda considerável, foram mais de 400 mil reais a menos, se considerarmos os anos de 2014 e 2015. Com a falta da verba, tivemos que praticamente fechar a Policlínica,  que na época oferecia uma gama de 14 especialidades para a população. Mesmo com essas dificuldades a Secretaria de Saúde junto com o Governo Municipal vem mantendo algumas especialidades com os escassos recursos próprios”.

A Prefeitura Municipal vem buscando sanar as dificuldades momentâneas que a área da saúde vem passando, estamos construindo uma sede que vai abrigar a Secretaria de Saúde e vai atender todas as áreas em um único local, onde também funcionará a Policlínica, Laboratório e Farmácia Básica. Tudo isto faz parte do esforço que o Prefeito Jurandi tem feito desde o 1º dia de sua gestão, que é de acabar de vez com o aluguel de imóveis por parte da Prefeitura, e assim sanar despesas e conter gastos. Creio que dessa forma a nossa população não vai ter que ficar percorrendo a cidade em busca de cada especialidade, pois no mesmos local teremos o atendimento apropriado e equipamentos de ultima geração, trazendo conforto e tranquilidade para todos os Taperoaenses”, disse Jurandir Junior.

O secretario falou ainda que irá em busca de especialidades que foram perdidas, e que nos próximos dias uma equipe móvel chegará ao município para realizar exames de ultrassonografias, ele ressaltou ainda que a demanda é maior do que os recursos oriundos do governo federal para a compra de medicamentos e marcação de exames, tendo o município que complementar para dar conta de toda a demanda.

São realizados cerca de 100 exames por mês, e a prefeitura garante a ida e volta do paciente com transporte, valendo ressaltar ainda que a Prefeitura Municipal disponibiliza uma casa de apoio em Campina Grande, onde o paciente pode fazer sua refeição e repousar, para poder viajar de volta, e isto traz tranquilidade e conforto para os que necessitam.

Paraíba Informa / taperoa.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *