Vereador quer salário de professor em patos

7249362a4f548f00aecadcf8f8d7cd00.jpg

Um projeto de Lei que será apresentado na Câmara Municipal de Patos pelo vereador Maurício Alves (PMDB) Hoje, durante sessão ordinária, deve causar polêmica entre os parlamentares. É que ele está propondo a redução dos salários dos vereadores, de R$ 10 mil, para R$ 2.135, com o objetivo de igualar ao piso do magistério nacional. A medida, se aprovada vai gerar uma economia ao Poder Legislativo de pouco mais de R$ 102 mil ao mês e de cerca de R$ 1,2 milhão por ano.

De acordo com o autor do projeto, a economia gerada com a redução dos salários seria destinada a investimentos em diversas áreas do município. Conforme Maurício Alves, seriam destinados um total de 33% para saúde e o mesmo percentual para a educação e para projetos sociais. “Com base na Lei Orgânica, esse é o ano certo para definir isso, já que é o último dessa legislatura”, explicou.

O vereador autor da proposta para redução salarial na Câmara de Patos disse que o projeto foi bem recebido pela população, mas afirmou que ainda não chegou a conversar com os colegas de parlamento. “A população de Patos é totalmente favorável a essa redução. Quantos aos vereadores devo conversar na próxima reunião”, destacou.

Em uma conta rápida percebemos que um vereador de Patos que tem um salário de R$ 10 mil ganha R$ 333,33 por dia, enquanto que um trabalhador assalariado que recebe R$ 880 mensal, tem um ganho de apenas R$ 2,41 por dia. Sem falar que o vereador patoense tem 90 dias de férias e um assalariado, apenas 30.

O vereador Maurício disse que também apresentou um projeto para reduzir o tempo do recessode 90 para 30 dias. “Hoje a população cobra isso”, frisou.

Docentes terão piso integral

A prefeita Francisca Motta anunciou o pagamento integral do Piso Nacional dos Professores, com quinquênio e docência, seguindo o índice recomendado pelo Ministério da Educação, que fixou o percentual em 11,36%, para 2016. Pelo quarto ano consecutivo, a Prefeitura de garante o pagamento integral do Piso juntamente com seus reflexos.

De acordo com a Secretaria de Educação, em 2013 foi concedido (5%), em 2014 (8,32%), em 2015 (13,01%) e em 2016 (11,36%), totalizando 37,69% de valorização salarial.

Paraíba Informa / André Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *