Polícia apreende carga de uísque roubada e avaliada em R$ 800 mil Cabedelo

cargauisque.jpg

A Polícia Civil da Paraíba, por meio da equipe de investigação da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas de João Pessoa, apreendeu nesta segunda-feira (20) uma carga de uísque avaliada em cerca de R$ 800 mil. A carga foi encontrada em um galpão localizado às margens da BR-230, entre os municípios de João Pessoa e Cabedelo. Dois homens que se encontravam no galpão foram levados para a Delegacia, mas não souberam informar a origem da carga, alegaram apenas que estariam sendo pagos para tomar conta do depósito.

Segundo o delegado Nélio Carneiro, da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas, as investigações começaram há uma semana, após a informação de que caminhões estavam tendo suas cargas roubadas no Estado de Pernambuco. “A polícia pernambucana informou que estava acontecendo uma série de roubo de cargas naquele Estado e começamos a investigar. Conseguimos apurar que uma quadrilha havia interceptado um caminhão numa rodovia de Pernambuco e o motorista teria sido obrigado a trazer a carga para um galpão aqui na Paraíba”, esclareceu o delegado.

Ainda segundo o delegado Nélio Carneiro, o paradeiro do motorista do caminhão é desconhecido. Ele teria sido ameaçado pelos bandidos, deixado a carga no galpão na madrugada do domingo e seguido viagem com o caminhão descarregado. Como a carga só foi encontrada horas depois, não foi possível identificar o paradeiro do motorista.

“Na manhã desta segunda-feira, a polícia chegou ao galpão, onde se encontravam dois vigias, que foram levados para prestar depoimento, mas não souberam informar a origem dos produtos. Ainda estamos levantando mais informações e a suspeita é de que haja uma quadrilha especializada em roubo e contrabando de uísque agindo entre os Estados de Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte”, disse.

Os primeiros levantamentos feitos na carga apreendida dão conta de que as garrafas de uísque possuem o número de lote intacto. Com isso, a polícia poderá chegar à identificação do proprietário dos produtos e, consequentemente, à sua origem.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *