TOVAR: “PBPrev aumentou em 250% de benefícios e isso deve cassar Ricardo nesta segunda”

Ricardo-Coutinho-81-600x399.jpg

O deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) afirmou que a Paraíba toda volta os seus olhos para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que julga nesta segunda-feira (16) a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) da PBPrev. O tucano destacou que em 2013, a previdência estadual pagou R$ 2 milhões em benefícios para servidores. Já em 2014, foram mais de R$ 7 milhões pagos às vésperas do primeiro turno. Isso representa um aumento de 250%.

“Houve abuso de poder econômico e todos nós esperamos que a justiça seja feita e que o governador Ricardo Coutinho (PSB) tenha seu mandato cassado”, disse.

Tovar lembrou que o Ministério Público Eleitoral (MPE) já se posicionou pela condenação do governador e, certamente, os magistrados seguirão o mesmo entendimento. O parecer aponta que foram pagos benefícios a servidores estaduais, em 2014, no ano eleitoral, mais de R$ 7 milhões às vésperas do primeiro turno. O montante é muito maior que o volume pago em anos anteriores. A ação foi proposta pela coligação ‘A Vontade do Povo’ que denunciou uma enxurrada de pagamentos de retroativos no âmbito da PBPrev no período eleitoral.

A acusação ponta que em 2013, a PBPrev provou o pagamento de apenas 163 processos a servidores estaduais. Já em 2014, em pleno ano eleitoral, o volume subiu para 1658, ou seja, mais de 1000% de aumento. Entre a realização do primeiro e segundo turnos das eleições de 2014 foram analisados, deferidos e pagos um quantidade superior ao somatório dos três exercícios financeiras anteriores (2011, 2012 e 2013).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *