Vaiado e aplaudido cássio chama juventude de alienada em assunção

O senador Cássio Cunha Lima, candidato a governador pelo PSDB fez campanha na noite desta terça feira na cidade de Assunção, micro região do cariri paraibano. Tinha tudo para ser uma agenda como outra qualquer, comum no processo democrático, ou seja, composta também pelo contraditório, mas o temperamento inesperado e explosivo do senador alterou esse cenário.

Logo na chegada do candidato muitos jovens o receberam com cartazes que diziam “FICHA SUJA” acompanhado pelo côro que cantava a mesma frase.

Sob essa forte manifestação popular, Cássio tentou iniciar o discurso mas foi interrompido pelas vaias, quando finalmente o tucano conseguiu avançar na fala destacou que as obras realizadas pelo atual governo haviam sido asseguradas nas suas gestões “se existe hoje a adutora é porque eu fiz o projeto e garanti os recursos, essa é a verdade”, depois de falar de uma adutora cuja a população esperou uma década pela conclusão, o tucano fez menção a rodovia da Reintegração PB 228, esperada desde 1950 “a estrada, outro projeto que deixei com recursos assegurados, licitação feita, e essa que é a mais pura verdade”, momento em que a juventude voltou a se indignar e atirou ovos podres no candidato a governador.

Daí para frente, visivelmente trastornado, Cássio Cunha Lima prosseguiu no discurso agredindo a juventude “jovens manipulados por políticos, pela intolerância, esses que estão hoje me insultando são os mesmos que votaram comigo antes” disparou o senador.

O candidato do PSDB prosseguiu questionando a compra do helicóptero feita pelo estado para a área de segurança pública afirmando se tratar de superfaturamento.

Ao final, Cunha Lima concluiu agredindo uma liderança politica da pequena cidade, o ex prefeito Vogel Oliveira, que apoia Ricardo Coutinho do PSB foi mencionado “quando passar a eleição e eu tiver eleito governador eu aviso a vocês quando Vogel Ligar” Afirmou.

Cássio foi embora de Assunção do mesmo jeito que chegou, sob fortes vaias. Depois do evento vários jovens procuraram nossa reportagem e se queixaram que na despedida foram agredidos com palavras de baixo calão.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *